segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Descrição Histórica de Jesus

O documento está arquivado e exposto em Jerusalém.

Este documento foi escrito por um romano que servia ao Imperador da Judéia, portanto, testemunha ocular da presença de Jesus naquelas paragens, homem que assistiu a muitos comícios do Nazareno e que mandou a seguinte carta ao imperador Tibério César, antes da morte de Jesus.

“Sabendo que desejais conhecer quanto vou narrar-vos, escrevo-vos esta carta. Nestes tempos apareceu na Judéia um homem de virtudes singulares, que se chama Jesus e que pelo povo é chamado de O Grande Profeta. Seus discípulos dizem ser ele o Filho de Deus.

Em verdade, ó César, cada dia dele se contam raros prodígios: ressuscita os mortos, cura todas as enfermidades e tem assombrado Jerusalém com sua extraordinária doutrina. É de estatura elevada e nobre, e há tanta majestade em seu rosto que aqueles que o vêem são levados a amá-lo ou a temê-lo.

Tem os cabelos cor de amêndoa madura, separados ao meio, os quais descem ondulados sobre os ombros, ao estilo dos nazarenos. Tem fronte larga e aspecto sereno. Sua pele é límpida e corada: o nariz e a boca são de admirável simetria. A barba é espessa e tem a mesma cor dos cabelos. Suas mãos são finas e longas e seus braços de uma graça harmoniosa.

Seus olhos são plácidos e brilhantes, e o que surpreende é que resplandecem no seu rosto como raios de sol, de modo que ninguém pode olhar fixo o seu semblante, pois quando refulge, faz temer, e quando ameniza, faz chorar.

É alegre e grave ao mesmo tempo. É sóbrio e comedido em seus discursos. Condenando e repreendendo, é terrível; instruindo e exortando, sua palavra é doce e acariciadora. Ninguém o tem visto rir. Muitos, porém, o tem visto chorar.

Anda com os pés descalços e com a cabeça descoberta. Há quem o despreze vendo-o à distância, mas estando em sua presença não há quem não estremeça com profundo respeito.

Dizem que este Jesus nunca fez mal a ninguém, mas, ao contrário, aqueles que o conhecem e com ele têm andado afirmam ter dele recebido grandes benefícios e saúde. Afirma-se que um homem como esse nunca foi visto por estas partes. Há, todavia os que o acusam de ser contra a lei de Vossa Majestade, porquanto afirma que reis e escravos são iguais perante Deus.

Vale, da Majestade Vossa, fedelíssimo e obrigadíssimo.Públio Lêntulo, presidente da Judéia."

Texto retirado do Jornal Zero Hora- 15/04/2001

4 comentários:

Lucas Soares disse...

Que interessante!
Gostei do post.
Jesus de fato foi uma pessoa muito humilde por fora, mas que por dentro resplandecia o maior tesouro de todos.
E Ele vive... e é o maior de todos os Reis da terra!
Me sinto tão pequeno diante d'Ele!
=)

www.esperaemdeus.blogspot.com

Diego Rodrigues disse...

Este texto só comprova que há ainda muitos mistérios para serem revelados e muitas visões a serem observadas.

Muito bom post, como sempre.

Edu França disse...

Interessante, documentos como esse são de um valor imenso pra história humana!

Hugo Henrique disse...

AHhhH.. tá explicado entaum o porque de materializarem Jesus da forma que fazem!

Mas a pergunta que não quer calar: será esse um documento verdadeiro?!