quarta-feira, 30 de julho de 2008

Como Surgiu o SOS?

Quando o inventor do telégrafo, o americano Samuel Morse (1971-1872), idealizou um sistema de codificação de mensagens para o aparelho, em 1835, usou como base à combinação de pontos e traços que facilitassem sua memorização.

O estilo dessa linguagem abreviada já estava, portanto estabelecido. Mas somente 15 anos depois, quando uma comissão de países europeus fez algumas modificações no sistema, é que foi definido o chamado Código Morse Internacional. Entre as inovações, incluiu-se um sinal de pedido de socorro, fácil de ser lembrado em situações de emergência mesmo por pessoas com pouco ounenhum conhecimento de telegrafia.

Era uma simples combinação de duas letras, cada uma codificada por três sinais idênticos: três pontos (toques curtos) para o “S” e três traços (toques longos) para o “O”. segundo esse critério, a escolha poderia ter sido igualmente OSO, no entanto, os traços são sinais elétricos mais longos, cuja transmissão exige mais energia, além de tornarema mensagem mais demorada. Por isso, o código para chamar auxílio ficou sendo SOS, sem pontuação.

Outras interpretações – como a expressão save our shirp (“salvem o nosso navio”) – são apenas truques de memorização posteriores á adoção do código.

8 comentários:

Paulo disse...

http://www.total-info-web.blogspot.com/

Nossa sempre quis saber um pouco sobre codigo morse
vlw pela informação XD
SoS

Lolita disse...

Que interessante isso cara!
É bom saber dessas coisas, curiosidades e tal!

beijos

Daniely disse...

hum...sempre achei que SOS era "save our souls"
...
interessante.......
abraço!

Marcos disse...

muito interessante mesmo... nunca imaginei que significasse isso
hahahah

abraço!

Stanley Marques disse...

https://www.blogger.com/comment.g?blogID=6250315153966117303&postID=3274974506503045707&pli=1

truquesorkut disse...

=D legal Seu Blogger =D

Raquel disse...

Interessante o Blog. Muitas informações. Certamente voltarei aqui mais vezes.

Abs
Raquel http://raquelrfc.wordpress.com/

greatdj disse...

Códigos são algo que eu nao tenho o mínimo domínio!
SOS! E olha que é algo super comum!