domingo, 30 de agosto de 2009

A Polêmica do Todo Enfiado


Há dois meses atrás a professora de educação infantil, Jaqueline, resolveu extravasar e dançar o "Todo Enfiado" em uma casa de shows na Bahia... Isso não é novidade prá ninguém, eu sei, já que tudo e todos estão falando sobre a falta de vergonha desta professora em dançar da forma que dançou e ainda criar créditos de educadora, depois de ter sido demitida da escola que lecionava.

Pois bem. Eu faço a seguinte pergunta: se fosse qualquer outro profissional, será que estariam criando esse caso todo na mídia? Se fosse uma secretária, uma executiva, uma gari ou o que quer que fosse, será que alguém na mídia se preocuparia em fazer reportagens e gastar seu tempo?

Faço faculdade de Pedagogia, e concordo que temos que ter uma postura respeitável na frente de nossos alunos, pois será através dos nossos exemplos no dia a dia que estaremos criando e orientando aprendizagens que perdurarão por muito tempo. Mas até que ponto precisamos abrir mão de nossas vidas fora da escola para bancar o bom exemplo? Concordo, como mulher, que a atitude desta professora não é nada louvável, mas não por ela ser uma educadora, e sim por dar mais vazão ao conceito de mulher objeto que tanto tentamos reprimir hoje em dia.

Ah! E que nenhum pai ou mãe venha me falar em valores, porque valores não se ensinam na escola, e sim em casa. A educação vem de casa e não da escola, apesar de alguns ainda não se darem conta disso e culparem os professores por toda e qualquer atitude negativa de seus filhos. Muitos dos pais que estão enchendo a boca para falar desta professora, ficam ensinando a coreografia do "Créu"e mandando seus filhos para participar de programas de tevê rebolando de forma a embasbacar qualquer um. Portanto não me venham com hipocrisia barata.

Um comentário:

exoticlic.com disse...

eu vi a professora que foi demitida por dançar e tals, acho uma plena ignoancia a vida dela não é só sala de aula