segunda-feira, 1 de junho de 2009

Como é feita a gravação das mensagens telefônicas que dão o saldo bancário?


Primeiro, todas as frases, datas e valores em reais (do milhão aos centavos) são gravados em um estúdio de voz. Em seguida, essas mensagens de áudio são armazenadas em um computador chamado URA - Unidade de Resposta Audível, uma máquina específica para "falar" com os clientes do banco via telefone. Interligada ao servidor de dados do banco, a URA faz a "tradução" dos dados eletrônicos passados pelo servidor do banco com os dados da conta para o correntista ao telefone.

Ao ser comprada, a URA já vem com algumas frases básicas na sua biblioteca sonora, mas o "toque pessoal" de cada instituição (o nome do banco, a frase de boas-vindas e o tchau, por exemplo) costuma ser adicionado com base em um texto feito pelo departamento de marketing do banco. Em alguns casos, o banco pode ainda pedir para que o fabricante mude a forma de narração do saldo - um saldo de 25 reais, por exemplo, pode ser lido separando-se as dezenas das unidades ("vinte"... "e" ... "cinco"... "reais") ou de uma vez só ("vinte e cinco"... "reais"). O mais comum é separar milhão, centena de milhar, dezena de milhar, milhar, centena, dezena, unidade e centavos, deixando que um software no computador monte a combinação que será "lida" para o cliente no serviço de teleatendimento bancário.

Fala, que eu te escuto

Computador especial dá voz ao saldo informado

1. Quando um cliente de banco liga em busca do seu saldo bancário, ele é atendido por uma central telefônica que repassa a ligação para um computador chamado URA - Unidade de Resposta Audível, que possui um software de áudio para se comunicar

2. A URA pede que o cliente digite no telefone a opção desejada. Se ele escolher o número do saldo bancário, o computador pede que tecle o número da agência, conta e senha. Se tudo estiver correto, o atendimento prossegue

3. Com a consulta liberada, a URA entra em contato com um outro computador, que tem os dados da conta do cliente. Esse computador devolve para a URA a informação em formato digital - ou seja, na forma de impulsos eletrônicos

4. Agora a função da URA é "traduzir" o sinal digital enviado pelo computador do banco em voz. Quem faz isso é um software interno, que correlaciona cada número com a respectiva gravação em voz a ser lida para o cliente

5. Se depois de ouvir o saldo o cliente ainda quiser falar com algum atendente, ele digita um número específico e a ligação é transferida. Os computadores dos operadores humanos estão interligados com a URA e mostram todas as operações que o cliente realizou na ligação


Fonte: Mundo Estranho


Um comentário:

exoticlic.com disse...

o mundo anda evoluindo hein!!!

quanto mais tecnologia menos emprego né?