segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Vergonha de Ser Brasileiro

O desfecho do sequestro de Eloá Cristina Pimentel não só nos deixou revoltados, como também especialmente precupados e inseguros com o despreparo da polícia brasileira para agir em situações como estas.Ora, pelo amor de Deus! Em que país do mundo alguém aqui já viu uma negociação se estender por mais de cem horas? Uma negociação onde a polícia não teve o mínimo controle em momento algum? Uma negociação onde os policiais mandam a ex-refém de volta ao apartamento para passar um recado ao seqüestrador e esta permanece ali, até os últimos momentos dessa história, sendo baleada e correndo risco de vida ao lado da amiga?Alguém pode me dizer onde está a inteligência da polícia desse país? Alguém pode, por favor, me dizer alguma coisa, porque eu já não sei mais o que pensar...

Quem assistiu o Fantástico no domingo seguinte ao término do sequestro, não precisou nem esperar pelo brasileiro que presta serviço à S.W.A.T. nos Estados Unidos, apontar os erros da operação policial neste caso. Eles eram gritantes! Nem um bando de principiantes agiria desta forma. Eu, como simples civil, teria planos melhores. Não pensaram na possibilidade do seqüestrador fazer uma barricada atrás da porta de acesso principal do apartamento, atrasando a operação de resgate? Não pensaram também em entrar no apartamento em uma ação conjunta, calculada e exata, usando portas e janelas para surpreender a criatura que estava lá com duas reféns há cinco dias? Não, infelizmente não pensaram.

E o que dizer então dos momentos seguintes? Vários policiais (cerca de cinco pelo que me lembro) estavam lutando para conseguir dominar um homem franzino de 22 anos, que estava se alimentando mal e não dormia há cinco dias!E tomaram um baile para conseguir tal proeza, enquanto o único médico que lá estava, lutava para passar entre tapas e pontapés para resgatar a vítima baleada que após alguns precisos momentos, saiu carregada, já inconsciente, por um dos oficiais em serviço!

O resto da história, o Brasil inteiro já conhece. Eloá teve morte cerebral declarada por volta das 23 horas do dia 18 de outubro, enquanto o seqüestrador, Lindemberg Alves está na cadeia, em uma cela especial, aguardando seu pedido para responder o processo em liberdade.Odeio julgar outras pessoas, mas este caso me deixou revoltada! Um dos policiais responsáveis pela operação, (não sei e nem me interessa saber o nome de um imbecil desses, que deveria ter vergonha de vestir a farda da polícia), recusa-se em admitir que a polícia tenha errado e, perguntado sobre a situação da menina Nayara, que voltou para as mãos do seqüestrador depois de um vacilo ridículo da polícia, ele diz ter agido corretamente, que a mãe da menina autorizou o ato (o que a própria mãe de Nayara já desmentiu) e que faria a mesma coisa se Nayara fosse sua filha. Ah, me poupe!

O fato é que, independente de onde saiu a bala que atingiu e causou a morte da adolescente, o maior culpado nesta história não é Lindemberg (que, lógico, deveria mofar na cadeia – algo que certamente não acontecerá), mas sim a polícia brasileira que agiu durante todos os dias deste sequestro de maneira infantil e insegura, deixando nós, pobres civis, mais preocupados e temerosos ainda, já que sabemos que aqueles que deviam zelar por nossa proteção não tem o preparo mínimo necessário para tal finalidade.O brasileiro da S.W.A.T, disse em entrevista no mesmo Fantástico de 18/10 algo que, apesar de ouvirmos muito e seguidamente, desta vez traduz o sentimento de todos nesse país:

DÁ VERGONHA SER BRASILEIRO!

Um comentário:

Erukusu disse...

Muito bom!
Muito bom mesmo!!!

Olha isso do meu blog:

http://nundakureah.blogspot.com/2008/10/mais-uma-lio-dos-chineses.html

Resolveram rapidinho