domingo, 21 de setembro de 2008

Por que Algumas Injeções Doem Mais que Outras?

Tudo depende de dois fatores: a profundidade com que a agulha penetra no corpo e a composição química das substâncias aplicadas. Basicamente, existem quatro tipos de injeção: intradérmica, subcutânea, intravenosa e intramuscular. A diferença está no ponto do corpo que elas atingem.

A intramuscular, que como o próprio nome diz vai diretamente ao músculo, é a que mais incomoda por penetrar mais fundo em nossos braços ou glúteos. Já a intradérmica, aplicada na pele, é a menos dolorosa.
Mas, além dessa questão de alcance das agulhas, o produto injetado também torna a picada mais ou menos desconfortável. Em algumas injeções, como numa aplicação de vitamina A, o princípio ativo do medicamento precisa ser dissolvido em gordura, uma substância mais complicada de ser quebrada pelo organismo e que por isso gera mais dor ao paciente picado.
Outras vezes o composto aplicado pode receber um adjuvante, substância usada para dar mais estabilidade ao medicamento e que prolonga não só o efeito deste como também o incômodo da agulhada. Há casos em que a pessoa pode optar entre tomar um remédio via oral ou por meio de uma injeção, mas nem sempre é assim. A vantagem da picada é que o medicamento tem uma ação bem mais rápida, localizada e não sofre a influência de outros compostos produzidos pelo corpo, como os ácidos do estômago.
A tendência atual é tentar aliviar um pouco o sofrimento dos pacientes diante das injeções, juntando, por exemplo, várias vacinas em uma só. Hoje em dia, por exemplo, uma única injeção na coxa permite a aplicação das vacinas tríplice bacteriana, Salk, hemófilos e hepatite.

Os profissionais da área de saúde estudam até mesmo mudanças na composição das vacinas, pensando em diminuir o desconforto para as pessoas. Essas novidades podem até deixar as picadas mais palatáveis, mas as injeções ainda terão vida longa na medicina.

5 comentários:

Luizichxos DOwnloads disse...

eu odeio injeção, pra mim qualquer uma doi do mesmo jeito!

Murilo disse...

tomei uma contra rubéola dia desses.. e doeu! hehehe
Fazia tempo que não tomava.
Mas sei que é necessário.
Seria bom se tornassem menos dolorosa mesmo, já que existem pessoas que simplesmente se recusam a tomar injeção por causa da dor, podendo acarretar problemas de saúde no futuro.

Bom blog e abraço!

Veiga disse...

o melhor eh n tomar injeção... tem nego q desmaia, mt comédia.

HAUshuAHSuhAUShUAHSuAS

Anne Dayse disse...

Nossa, aprendi muito sobre injeções aquii, parabénss. Gostei do teu blogg

Morango - SE MATA disse...

OlÁ!!!

O SE MATA está fazendo uma promoção, vale a pena dar uma conferida, caso você não tenha interesse, divulgue aos blogs amigos ;)

Abraço!

Morango Assassino